segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Vida e morte II

"Deu o vento, levantou-se o pó:parou o vento, caiu. Deu o vento, eis o pó levantado: estes são os vivos. Parou o vento, eis o pó caído;estes são os mortos. Os vivos, pó, os mortos, pó: os vivos pó levantado, os mortos pó caído; os vivos, pó com vento, e por isso vãos; os mortos pó sem vento, e por isso sem vaidade. Esta é a distinção, e não há outra".
Padre António Vieira, Sermão de Quarta-feira de Cinzas, 1672

Sem comentários: