sábado, 24 de julho de 2010

loucura em pensamento


vejo-te à transparência de quem és, para lá de ti.

e vejo-te nesse ar sério de vida conquistada, de olhar escondido, fixando-me nos meus olhos, lendo a minha alma. e parto à carícia de quem antevejo, de quem não se dá...

em desejo, brinco com a tua boca sorrindo-lhe, fitando-a, beijando-a suavemente em jeito de abertura sensual, como quem belisca com os lábios, largando de seguida. e a tua boca estende-se para a minha e eu fujo, seduzo, evito, sentindo a dor do desejo em obstáculo.

quisesses tu segurar-me pelo pescoço, furioso pela privação e arrebatar-me...

e seria a outra, a das não-palavras, a mesma que quase sai de si quando te pensa e recorda, pela pele e pelos poros, pelo suor que lhe nasce quando te recorda.

e seres assim, à distância, loucura em mim, louca que fico, pelas simples memória de ti...

Alma

7 comentários:

Anónimo disse...

Para lá de ti...

antoniomaia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
antoniomaia disse...

"vejo-te à transparência de quem és, para lá de ti."

Anónimo disse...

Desde ontem passei a ver-te e a conhecer-te, «à transparência de quem és,para lá de ti».

Sandra disse...

Uma loucura de pensamento deliciosa!Partilho essa loucura, pela simples memória :))

A Alma faz-me sonhar, sorrir, ver para lá de ti...

Parabéns, muito bom, belíssimo!

manosca disse...

Parabéns, belíssimo blog.Ele tem uma energia fantástica.
amei..serei sua seguidora.

antoniomaia disse...

manosca, obrigado pela visita

é também em si que pensamos quando editamos coisas aqui no blog, ficaremos atentos ao seu trabalho. creia!

venerando-a
am