quinta-feira, 30 de setembro de 2010

acto sublime de amor pelas palavras

Sublimação das palavras em mim, com que Amo, com que toco quem amo.

Chego onde quero com as palavras, esvaio-me, elevo-me, subo, alcanço e sempre tão alto, irreal.

Com elas sou…

O gesto que não te chega vencendo a distância que nos separa;

A vontade descrita em gestos de Amor que tu sentes, cerrando os olhos, abrindo os teus sentidos;

O beijo que atiro, em boca rubra a cores de lápis, desenho singelo da minha mãos;

O meu olhar em Alma que tu lês pelo brilho com que te fixo;

Cada momento de Amor ainda por fazer e que tu já conheces tão bem nos meus delírios perdidos em palavras com os teus, enquanto me juras, jurando-te meu.


Com elas venço a vida, fazendo poesia como quem faz Amor.
Alma

2 comentários:

Sandra disse...

Um encanto! Uma doçura de palavras! "como quem faz amor" :)

Mais uma vez a Alma nos brinda com mestria e beleza.

Grata:)

Florbela Amada disse...

Imagino que a Alma faça "poesia como quem faz amor!"

Avaliando pela beleza dos seus textos....

Ou será que faz amor como quem faz poesia? Ou há magia e poesia "no fazer amor"? ahahaha estou brincando! Não me ligues! A verdade verdadinha é que a Alma escreve muito bem! Gosto muito de a ler! Obrigada! Muito lindo!

Florbela