sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

alma em flor nas minhas palavras


... doce sugestão ao meu ser que assim apareces sem aviso, sem quase nome, sonho doirado de toda uma existência...

se me aproximasse de ti e mergulhasse a minha respiração no perfume sedutor da tua pele, naqueles pontos onde o calor exalta, aquece o doce aroma e aí permanecer, quente e protegida, em espasmos de febre?

e se me encostasse só, toque subtil de uma vontade incandescente, sem gestos, sem som, apenas grito na leitura que fizesses do meu olhar?

quem serias tu?

Alma

1 comentário:

Sandra disse...

Magnífico texto em tom interrogativo! Tão bom que quase tenho vontade de responder...

Gostei muito, obrigada à Alma pela forma linda e a ti meu bom amigo por partilhares :)

A imagem é também muito bonita:)