sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

e dizer-te, não me interessa...



e ela disse-lhe, sussurrante, ao ouvido,

                     não me interessa como te chamas,

se vens do país do gelo, do deserto, quantos amores terás tido,

                                           quantas vontades terás sufocado,

          quantas vezes terás amado,

se juraste, se te traíram  e és agora amargo, 

                                      se te prometeram e fugiram ,

se encontraste e perdeste, se foste tu e menos tu em outras ocasiões,

                                      se iludiste, se ganhaste e te perdeste,

se consegues ou não ser quem queres,

                  se não sorris, se choras por vezes e te esqueceste do som do riso,

se os teus cabelos são já brancos e as tuas rugas vincos de tristeza na alma.
                                      

                                      …não me interessa se me amas ou não.

                                                      o Amor aprende-se… como a Vida.

                        basta-me esta certeza de estares aqui, Tu,

completo, humano, carente…

                                           … de quereres

                       e meu...


                           o resto será o que nós quisermos      Alma

2 comentários:

Luna disse...

...e o resto será o que nós quisermos :)

Muito bonito.

Bem hajas pela partilha!

antoniomaia disse...

seres de livre arbítrio, conscientes...
... será o que nós quisermos, sempre!

jinhos e obrigado pela presença