sábado, 22 de janeiro de 2011

segredos em nome...

do Amor...

simplesmente.

como sempre.

em teu nome.

como um feitiço que se estende na distância que nos separa, que adivinha a Alma do outro, pela circunstância de sermos quem somos e como somos, pela vontade do melhor para o outro, sem mãos nem dedos, pressuposto que definimos porque já estava definido no Destino, sem beijo ou toque mas tão belo quanto um segredo pode ser.

e se a minha Alma grita neste ou naquele texto, se a tua Alma se preenche com todos eles, destino dos meu segredos, ponta insustentável da riqueza que representam, é porque sei que estás aí, nessa mesma distância com que me tocas em pensamento.

e ser assim, por Inteiro, quando me dou e exponho, estar aqui, neste altar onde, em segredo, te glorifico...

voz da minha voz, Alma da minha Alma, sorriso do meu sorriso, tu que me transportas para esse mundo à tua imagem  e onde me encerras, libertando-me, solta de quem era, de quem não me reconhecia antes de ti, nesse âmago identificável apenas e só por alguns…

simplesmente...

                              como o Amor que se tem em segredo.

                     Alma

1 comentário:

Luna disse...

Um segredo Lindo!

A Alma escreve muito bem! Um texto belo!