segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

beijo o teu sorriso acordando a felicidade

 

                                 chamo-te.



vem, suavidade e ternura que adivinho.

            fixo o teu olhar, a tua boca,

                             vejo-lhes a amargura e o desamor,

                                   as noites silenciosas e solitárias.

            coração quente recebido em lençóis frios e cheirando a uso,

                                      presença garantida

                                                                na ausência de sentimento.

      conheço essa realidade de sermos e recebermos o vazio,

                  mãos eternamente estendidas que afloram e nunca alcançam...

                 vem e prende as tuas nas minhas, enlaçadas.

                                             como a mim, tua realidade, enfim.

 ...
                                                                            beijo o teu sorriso

          como quem beija a felicidade há muito sonhada.        Alma

1 comentário:

Luna disse...

beijo o teu sorriso :) tão lindo :)

A Alma faz-me sorrir!

Belo texto, parabéns!