domingo, 27 de fevereiro de 2011

se temo ser feliz?

Klimt

não, sabes bem que não. não faria sentido, não há ninguém que não deseje ser feliz.

temo o que viria depois, quando a felicidade acabasse. e repara que nem me atrevo a escrever felicidade como Felicidade... esta não existe, porque tudo é efémero, como as pessoas e as vontades.

e no fim, fica-se com umas mãos vazias e um coração cheio de arrependimento.

então, como consigo sorrir? porque tenho o olhar do meu filho.

           e ainda que tema por ele todos os dias.

Alma

1 comentário:

Luna disse...

Estes belo texto da Alma faz-me refletir...

a felicidade pode não existir, mas existem momentos muito felizes que me fazem sentir que vale a pena :)

As mãos até podem ficar fazias, mas arrependimento não fica :)nada apagará esses momentos, ainda que efémeros, dão cor e brilho:) ficarão sempre na memória...

Talvez por teimosia, ainda acredito q podemos prolongar esses tais momentos felizes...

Parabéns à Alma!