quinta-feira, 10 de março de 2011

Agre e doce

Vitor Zapa




Acordo com sabor agre e doce…
A claridade acentua o agre, são horas!
O calor de mãos, o verde brilho dos teus olhos, as curvas do teu corpo, o toque dos teus cabelos relembram o doce…
São horas sim, de nos amarmos, de usufruirmos.

Temos tempo, murmuro.
Percorro-te num beijo único e intenso como quem suplica, fiquemos.
Acalentados pelo desejo de que sejamos juntos, partimos.
Quem sabe…
Ser sem ti, não tem sabor, tem, agre!
Levo-te, tento não lembrar a despedida e sigo sonhando sermos vida.


Vanda Romeu   
 

Sem comentários: