sexta-feira, 15 de abril de 2011

palavras minhas, carícias em ti


são rebeldes, estas minhas palavras... soltam-se-me e partem à procura de poiso, como borboletas...

livres, são beijos que acariciam lábios desprevenidos, esboçandos sorrisos, desejando o desejo.

 

acolhe-as nas tuas mãos, prende-as, guarda-as contigo. entrarão no teu lar, na tua intimidade e na tua vida. alegrarão os teus momentos de solidão, espalharão a sua cor pela casa em dias de tristeza e sentirás, pela manhã, a doçura da sua carícia solta no teu rosto, depois de terem partilhado contigo o outro lado da tua almofada.

elas serão eu contigo. às vezes amigas, outras amantes, outras ainda crianças. pedaços de vida minha, de alma de contornos profundos, companheiras nessa tua travessia pelo deserto que te consideras, resistentes como só sabe ser tudo o que é verdadeiro. e sente.

Alma

2 comentários:

The Well disse...

Palvras são como borboletas e maripôsas. Estas entristecem. Aquelas alegram.

Siga alegrando!

Abs!!

Luna disse...

Estas palavras da Alma são mesmo carícias! Lindas!

tão terno que quase se sente o um beijo doce em palavras :)

Magnífico :)

Um beijo, em palavras, para a Alma :)