sábado, 9 de julho de 2011

Nega!

renata domagalska


Atravessa-me esse amor que dizes não ter, pelo beijo, na carícia, nas palavras, na tua entrega altruísta.

Respiro-te, neste compasso ritmado, ao som do desejo, transpomos a película da paixão. Ouço o amor! Sinto-te, meu amor! Tu negas, eu rio.

Sabes-me melhor que eu própria, pressentes as minhas vontades, brindas-me com prazer e ternura.

Nem me importo, basta-me o que dizes não ter, meu amor.

Serei esse corpúsculo cintilante iluminando-te sonhos. Tua, escrava e rainha, mulher.

Vanda Romeu



"... e eu mostro a boca molhada ainda marcada pelo beijo seu"

2 comentários:

Cota disse...

Impossível não gostar

Anónimo disse...

Muito bom Vanda. Gostei!
Jacqueline