sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Converto-me ao segredo das tuas noites...

Luis Royo

Converto-me ao segredo das tuas noites, da tua vida quando me sento no espaço da tua sombra, a teu lado, e te falo da minha Dor, das minhas alegrias, dos sonhos que nunca concebi.

E tu sorris-me, sorris comigo, iluminas o dia para me ver sorrir.

 E o teu sorriso alarga-se, estende-se ao teu olhar, solta-se da tua boca e aninha-se na minha, sacia-se em mim. E eu sinto que não é só um sorriso, o meu, o teu... É a minha Alma na procura da tua, é o encontro instintivo das mãos que se abraçam na união dos dedos com a ponta dos meus escorregando pelos teus, a palma das mãos trémulas no adivinhar do contacto dos corpos.

Conduzo a tua mão aos meus lábios, elas que tantas vezes me acariciaram em sonhos longínquos como nós, em vontades delirantes como as nossas... terna, solto beijos na palma das tuas mãos, provando-lhes as carícias que nunca me chegaram.

Alma

1 comentário:

Anónimo disse...

Penso que já li este texto no seu hi5, aliás muito belo como os demais.
Jacqueline