terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Paixão e Desejo


entre a Sombra e a Luz…
a Alma não pára, o Desejo redobra…
se pudesse rasgar a madrugada amanhã, a que virá nossa,
ser outra,
           tu seres outro,
                      sermos diferentes e iguais como aqueles que se amam,
por entre lençóis abandonados
                                  pelo chão pela cama pelos corpos
retratos vivo da paixão,
                              da pura,
lícita
ou da outra
…a que fosse
sem dor,
sem uso,
sem gasto nem hábito
e ser outra todos os dias
                                                    para ti e só para ti
e tu partires à descoberta de mim,
abandonado o gasto cais,
o da estagnação…
do hábito…

e eu reinventar-te entre os meus braços
anel na tua cintura, curva louca em delírio sob ti…

e dar-te um nome, meu
eu, sem ser, perdida,

                   com apenas esta vontade de ser tua.    Alma

6 comentários:

EU, SIMPLESMENTE disse...

Obrigada.

:)

antoniomaia disse...

Obrigada?
obrigado eu, simplesmente, pela visita...
aparece mais vezes.

EU, SIMPLESMENTE disse...

... não existem paixões assim ou das outras existem apenas... paixões. ganham, conquistam-se com a idade, com a vontade indomável que fita o fim que não tarda já.

gosto de voltar aqui.

:)

Luna disse...

"...eu, sem ser, perdida,

com apenas esta vontade de ser tua."

É sempre um prazer enorme ler e reler a Alma :)

Grata

Luna disse...

Quero mais :)

Bem sei que a Alma não escreve por "encomenda", mas tenho saudades dela... de algo novo :)

EU, SIMPLESMENTE disse...

obrigada Luna.

já tentei que o AM ... AntónioMaia..... acreditasse nisso.

convença-o.