quinta-feira, 3 de maio de 2012

movimentos de paixão


amor que quisera...

                         ou que viesse...

                                           e foste tu.

tocou-me o calor da tua sombra,

                 o teu mundo aos meus pés

                                  chamando-me sua...

                                                  que tua serei quando os teus braços me encerrarem.

                                           

                               e que loucuras trazes tu nesse teu silêncio que só o teu olhar trai!

procura o meu sentimento,

                                      o lado carente que reconheces na linha da minha boca

                  e grita beijos que me derretam,

                                         que me calem a dor e me renasçam noutra.

                                                               talvez aquela sonhada por alguém que me  rejeitou,

                                      ou a outra em que acreditaram e deixaram fugir.

                    ou deixa-me ser apenas eu-contigo

                                                                                       nessa ânsia com que

                                                      te abraço,

                                                                                   te puxo

                                       e me dou.

                                                                 por inteiro.        Alma

4 comentários:

Anónimo disse...

Até que enfim...!!!
Que saudades da escrita da Alma...
As pessoas têm necessidade de sonhar e a Alma tem sobre nós esse efeito maravilhoso, levar-nos por mundos de fantasia, sentirmos a nossa alma aquecida por um amor todo ele magia.
Sempre,
Jacqueline

...Infinito Particular. disse...

magistral!
tambem gostei de ver as atualizações!

Luna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luna disse...

Movimentos de paixão e de amor :) digo eu!

Sinto muito amor ao ler este poema!

Grata à Alma! Adoro!

Também gosto muito da imagem :)